terça-feira, 13 de julho de 2021

Agência de Saúde dos EUA alerta que vacina da Janssen tem provocado síndrome neurológica

 The New York Times

A Food and Drug Administration alertou na segunda-feira (12), que a vacina contra o coronavírus do laboratório Janssen, a Johnson & Johnson pode levar a um aumento do risco de uma condição neurológica rara conhecida como síndrome de Guillain-Barré , outro revés para uma vacina que foi amplamente deixada de lado nos Estados Unidos.

Embora os reguladores tenham descoberto que as chances de desenvolver a doença são baixas, elas parecem ser três a cinco vezes maiores entre os receptores da vacina Johnson & Johnson do que entre a população em geral nos Estados Unidos, de acordo com pessoas familiarizadas com a decisão. O alerta foi ligado ao fato de folhas sobre a vacina para os fornecedores e pacientes.

As autoridades federais identificaram 100 casos suspeitos de Guillain-Barré entre os destinatários da dose única da Johnson & Johnson por meio de um sistema de monitoramento federal que depende de pacientes e profissionais de saúde para relatar os efeitos adversos das vacinas. Noventa e cinco por cento desses casos foram considerados graves e exigiram hospitalização, disse a Food and Drug Administration. Os relatórios são preliminares.

Em um comunicado, a agência disse que, embora “as evidências disponíveis sugiram uma associação” entre a vacina Johnson & Johnson e o aumento do risco da síndrome de Guillain-Barré , “é insuficiente para estabelecer uma relação causal”.



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial