quinta-feira, 25 de março de 2021

Godofredo Viana: Entenda os transtornos causado ao povoado Aurizona e as reivindicações das autoridades Municipal e Estadual perante a Mineração Aurizona


O transbordamento de uma lagoa administrada pela mineradora identificada por "Mineração Aurizona", provocou o alagamento da principal estrada rural de acesso que liga o povoado Aurizona a sede do município de Godofredo Viana, como também, a poluição de um reservatório de água, onde é capitada a fonte de consumo pela população do povoado (Veja o vídeo).

O acidente é também, consequência das fortes chuvas registradas na região entre a terça-feira (23) e a quarta-feira (24). A força da água provocou a interdição da estrada que dá acesso a comunidade e por conta disso, uma grande quantidade de lama tomou conta da área.

Vídeos divulgados nas redes sociais por moradores de Aurizona, mostraram que boa parte de um rio ficou completamente coberto por lama e teve a cor da água alterada devido ao transbordamento. Um dos moradores relata que o acidente foi causado pelo rompimento da barragem administrada pela empresa.

Durante o dia desta quinta-feira (25), quatro vereadores do município visitaram o local em busca de soluções; Gidean (REPUBLICANOS), Messias Nascimento (AVANTE), Jorge (REPUBLICANOS) e Rômulo Miranda (AVANTE). 

Segundo o vereador Gidean, "a MASA deve se responsabilizar pelos danos causados, pois o ocorrido no povoado tem 50% do efeito ocasionado pela empresa, desejo  que de imediato seja resolvido o problema do abastecimento de água para a comunidade".

De acordo com o vereador Messias Nascimento, "a empresa precisa no mínimo, arcar com sua responsabilidade perante a comunidade, pois, afirmar não ser responsável pelos efeitos tropicais é omissão".

Para o vereador Jorge, "em primeiro plano é necessário resolver a problemática da água usada para consumo, depois, o acesso usado por moradores do povoado, pois, o tráfego através da estrada é fundamental".

O vereador Rômulo Miranda finalizou "estive no local e comprovei, não foi a barragem que rompeu e sim um lago de posse da Mineração, todavia, os efeitos e prejuízos ocorridos na água do "juiz de fora" são de grande transtorno. Mediante o ocorrido,  estou do lado da população intermediando junto à empresa, na expectativa de tudo ser resolvido urgentemente".


Também na tarde desta quinta-feira (25), o secretário de Meio Ambinete do Estado, Diego Rolim e equipe, sobrevoaram a região, afim de, identificar transtornos climáticos e devastações, posteriormente visitou a localidade e as dependências da MASA, no intuito de apurar as denúncias, por fim, ficou estabelecido uma reunião final às 10h da sexta-feira (26), no povoado Aurizona, na escola Izabel Andrade, com Secretário, lideranças locais, integrantes da comunidade e representantes da Mineração Aurizona.





 

1 Comentários:

Às 26 de março de 2021 05:33 , Blogger Unknown disse...

O maldito dinheiro,cala a boca de quem pode revindicar os direitos dos oprimidos.

Todos vereadores deveriam fazer-se presente e apoiar a comunidade,e não virar as costas neste exato momento, dando assim, fôlego para está empresa que tem devastado essa região com sua ganância deixando a comunidade em apuros.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial