quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Sergio Moro ultrapassa Ciro Gomes em pesquisa que é liderada pelo ex-presidente Lula


Uma nova pesquisa da Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (10), ratifica os números de outros levantamento sobre a corrida presidencial e mostra o ex-presidente Lula (PT) com 48% de preferência dos votos válidos, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria 21%. A novidade é que o ex-ministro e ex-juiz federal Sergio Moro, que nesta quarta filiou a Podemos, teria 8%, estando à frente de Ciro Gomes (PDT), que obteve 6%.

De acordo com o levantamento, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), teve 2%; e Rodrigo Pacheco (PSD), presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, 1% dos brasileiros aptos a votar. Branco e nulos somaram 10% e outros 4% não souberam em quem votar.

O Genial/Quaest, Lula ganharia Bolsonaro no segundo turno com 57% a 27%. Já em disputa contra o ex-juíz, o petista teria os mesmos 57%, contra 22% de Moro. Ciro Gomes e Eduardo Leite também perderiam do ex-presidente por 53% contra 20% e 57% a 14%, respectivamente.


Rejeição – Segundo a pesquisa, a reprovação ao governo subiu de 45% para 56%, entre julho e novembro deste ano. Já a aprovação caiu de 26% para 19%. Além disso, 69% dos entrevistados acham que Bolsonaro não merece ser reeleito.

A pesquisa indica ainda que Bolsonaro perdeu popularidade também entre quem votou nele em 2018. Até agosto, 52% de seus eleitores avaliavam seu governo como positivo, contra 15% que consideravam negativo. Agora, esses índices são 39% e 28%, respectivamente.

O levantamento foi feito presencialmente entre os dias 3 e 6 de novembro com 2.063 entrevistas em 123 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, e a margem de erro, de 3%, para cima ou para baixo. O estudo que vem monitorando a avaliação governo desde julho é uma parceria da plataforma de investimentos Genial com a empresa de inteligência de dados Quaest.

O estudo apontou que o principal motivo para a insatisfação dos brasileiros com o governo é o bolso: 73% acham que no último ano a economia piorou; 66% consideram que a diferença entre ricos e pobres aumentou; e 48% afirmam que a economia é o maior problema do país.

Se em julho 4% dos entrevistados apontavam a fome e a miséria como principal problema social que o país enfrenta, em novembro esse índice mais do que dobrou, chegando a 10%.

(Com informações do IG)

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Cerca de 85 mil pessoas podem ter benefício do INSS suspenso

Cerca de 85 mil segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem o benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) podem ter o benefício suspenso até a próxima quinta-feira (11). Eles foram convocados pela operação pente-fino do órgão para fazerem perícia médica a fim de verificar possíveis irregularidades.Em 27 de setembro, o INSS convocou 95.588 segurados para agendarem perícia médica até 11 de novembro. Segundo o órgão, até agora somente 10.397 marcaram o exame, com 85.191 passíveis de perderem o auxílio de incapacidade temporária.

A relação completa dos convocados pode ser consultada no Diário Oficial da União. Desde julho, o órgão está enviando cartas a 170 mil segurados. As perícias começaram em agosto. Quem recebe a notificação tem 30 dias, a contar da data de recebimento informada pelos Correios, para agendar o procedimento.

De acordo com o INSS, as pessoas convocadas por meio do Diário Oficial não foram localizadas nos endereços da base de dados do órgão ou receberam a carta de notificação, mas não marcaram a perícia médica.

O exame pode ser marcado de três formas: pelo aplicativo Meu INSS, pela central de atendimento 135 ou pela página do INSS na internet. O beneficiário deve levar os seguintes documentos no dia da perícia: carteira de identidade, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), exames médicos recentes que comprovem a incapacidade de trabalhar e laudo com nome do médico, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), código da doença/CID (classificação internacional de doenças) e a descrição da doença.

(Agência Brasil)

Incansável e guerreira: Em São Luís, Vereadora Eniedes Costa luta por benefício para o seu povo

A mais nova política da família Costa, continua trabalhando de forma veemente em prol do seu povo de Cândido Mendes. A vereadora Eniedes Costa tem cumprido agenda junto a orgãos e autoridades na capital do Estado, acompanhada pelo seu esposo, o professor Wilame Tavares e seu assessor Ewerton Costa, manteve diálogo na Secretaria de Articulação Política - SECAP, com o secretário Ricardo Barbosa, Ivanilton (superintendente regional) e com a Doutora Jéssica Goulart, onde pontuaram recursos e benefícios pra o município. A vereadora reforçou seu pedido em prol da quadra poliesportiva e o anexo Antônio Dino do povoado Bãrao de Tromaí, como também, reivindicou a execução das obras já contempladas: Duas (2) escolas dignas e uma praça, as quais, em processo de ordenação. E pra finalizar, protocolou um pedido em solicitação da "Unidade Móvel da Carreta da Mulher Maranhense para Cândido Mendes".

A parlamentar enfatizou: "Dificuldades sempre surgem, contudo, nenhum suor é derramado em vão, em algum momento na vida, nossos objetivos se tornam realidade. Quando entrei na vida pública tinha ciência de todo o sistema que engloba o mundo político, e já que o povo me elegeu, irei encarar de forma veemente os desafios, principalmente por saber que o beneficiado será o povo que acredita em mim".







segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Bolsonaro vai se filiar em partido de Josimar de Maranhãozinho; Progressistas de Fufuca vai indicar o vice-presidente

O canal CNN acabou de divulgar nesta segunda-feira (8), que o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, vai se filiar no próximo dia 22 de novembro no PL em um grande ato a ser realizado em Brasília. O partido é comandado por Josimar de Maranhãozinho no Maranhão e pode colocá-lo de vez na corrida pelo Palácio dos Leões. Ainda de acordo com a emissora, um acordo feito com o Progressistas, garante que eles vão indicar o candidato a vice-presidente no próximo ano.

Caso se confirme essa informação, Josimar de Maranhãozinho ganha mais força na corrida eleitoral para 2022. Uma vez que ele vem se colocando como pré-candidato a governador e agora tendo o presidente no mesmo partido, ele pode alcançar uma outro patamar de importância no jogo nacional.

O Progressistas é comandado no Maranhão pelo deputado federal André Fufuca, que atualmente está empenhado na pré-candidatura de Weverton Rocha (PDT).

Vale lembrar que em 2018, Bolsonaro foi eleito pelo PSL e conseguiu garantir a maior bancada na Câmara Federal, elegendo 54 deputados federais. Porém logo em 2019, ele rompeu com o partido e tentou fundar um partido o Aliança pelo Brasil, mas não conseguiu assinaturas suficientes para viabilizar a nova agremiação partidária.

Ao longo dos últimos meses, Bolsonaro “namorou” com Republicanos, Patriotas, PTB e PP.

Via blog do Diego Emir

domingo, 7 de novembro de 2021

Prefeitura de São Luís vai pagar 14º salário a professores, gestores e cuidadores da rede municipal

 

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou neste domingo (7), que vai pagar o 14º salário a professores, gestores e cuidadores da rede municipal. A proposta será enviada à Câmara de Vereadores e precisa ser aprovada.

sábado, 6 de novembro de 2021

MA tem maior percentual recebendo menos de um salário mínimo/mês


Administrado pelo governador Flávio Dino (PSB), o Maranhão amarga a liderança de mais um ranking nacional negativo.

Segundo a plataforma Brasil em Mapas, o estado é o que apresenta o maior percentual da população ganhando menos de um salário mínimo por mês.

São 74%.

No total, em todo o país, cerca de 30 milhões de pessoas – ou 34%, da população – vivem com menos de um salário mínimo por mês.

Os dados, do Ministério do Trabalho e do IBGE, contabilizam apenas a renda obtida com trabalho, não considerando benefícios ou auxílios sociais.

Na outra ponta, do ranking, Santa Catarina tem 77% das pessoas recebendo mais do que um salário mínimo por mês.

Roberto Rocha critica Dino por baixo salário mínimo no MA


O senador Roberto Rocha usou as redes sociais para disparar uma dura crítica contra o governador Flávio Dino (PSB) após a divulgação dos dados que mostram o Maranhão na rabeira do ranking salarial do país.

Segundo a plataforma Brasil em Mapas, o estado é o que apresenta o maior percentual da população ganhando menos de um salário mínimo por mês: 74% (saiba mais).

Rocha reagiu:

Até quando teremos que ver indicadores como esse?!
Até quando 3/4 dos maranhenses vão ter que viver com menos de 1 salário mínimo por mês?!
Até quando vamos ser o estado campeão brasileiro da fome e da miséria?!
Até quando vamos engolir goela abaixo esse comunismo que condena a iniciativa privada e impede o desenvolvimento econômico?!
Até quando vamos aceitar o avanço do atraso no Governo do Maranhão?!
Até quando?!